Maps

Notícias

Testes de drogas em motoristas

09/04/2018 Chromatox
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) criou a resolução 460, que entrará em vigor em junho e exigirá de motoristas de caminhões, ônibus e vans a apresentação de testes toxicológicos como condição para obter ou renovar a carteira de habilitação.

De acordo com Cristina Pisaneschi Azevedo, especialista no tema e diretora da ChromaTox, laboratório acreditado pelo Inmetro neste tipo de análise, o exame toxicológico tem como objetivo promover a segurança e a saúde das pessoas, desde que sejam solicitados e realizados com profissionalismo e ética.

Saiba como fazer exame toxicológico

“A utilização de amostras de cabelo especificamente para satisfazer o propósito desta resolução não é adequado”, diz Cristina. “Se o intuito da resolução é evitar que o motorista esteja sob efeito de drogas quando está dirigindo, a análise é totalmente equivocada. Por quê? A análise de drogas no cabelo indica se a pessoa é ou não usuária. Esse atributo é útil, por exemplo, em exames admissionais (como no caso de motoristas de empresas transportadoras). No entanto, a análise de drogas no cabelo não revela se o uso foi feito nas horas anteriores à coleta da amostra ou se a pessoa está, em um determinado momento, sob influência de drogas”, explica.

Leia matéria completa no Portal Logaweb

Informações para a imprensa:

Comunicação Integrada – Assessoria de comunicação da ChromaTox

(11) 2275-0833

Ana Claudia Proença / Fran Oliveira