Notícias

10 maneiras de advogados de família extraírem mais valor de testes de drogas em cabelo

07/03/2019 Chromatox

O teste de fios de cabelo é uma maneira confiável e rápida de testar o uso de drogas e álcool por longos períodos de tempo. As análises de cabelo ajudaram advogados a obter vantagem em casos difíceis, seja para provar a inocência ou proteger uma vítima vulnerável.

Mas o sucesso do exame, assim como todos os trabalhos científicos, depende de um processo. Não é tão simples quanto obter a amostra de cabelo e enviá-la para análise. Especialistas jurídicos podem extrair mais valor seguindo etapas fáceis, porém cruciais.


1. Favorecer a rapidez em detrimento do custo

O custo não deve ser a única ponderação ao escolher um laboratório para analisar uma amostra de cabelo. A rapidez é mais importante. Não será o serviço mais barato, mas a rapidez, combinada com a confiabilidade do procedimento do teste, pode fazer toda a diferença em um caso difícil de custódia, em que o tempo é essencial.

A rapidez do teste depende do quão avançado é o laboratório. Alguns laboratórios podem fornecer resultados precisos dentro de 24 a 48 horas após o recebimento da amostra.


2. Garantir a cadeia de custódia e a coleta

O valor que você ganha com o exame não está apenas no resultado. Do primeiro ao último passo, o processo de teste de drogas em cabelo deve ser claramente definido e seguido à risca. A integridade da amostra não pode ser quebrada em nenhum momento durante a análise.

Cadeia de custódia significa que a amostra é coletada, transportada e testada de maneira apropriada e científica, o que significa que cada etapa da análise pode ser rastreada e reconstruída a qualquer momento. Sem uma cadeia de custódia segura, uma amostra de cabelo não pode ser usada como prova.


3. Usar um coletor treinado ou um Clínico Geral

Laboratórios confiáveis insistirão para que um coletor ou médico treinado colete a amostra de cabelo de um doador.

O coletor treinado satisfará as condições exigidas pelo laboratório de exames toxicológicos. Ter um profissional para coletar a amostra também ajudará a garantir a cadeia de custódia, assegurando que os resultados dos testes possam aguentar o escrutínio do tribunal.

Para assegurar que a pessoa que está sendo analisada é de fato aquela pessoa, uma testemunha confiável, geralmente um advogado, estará presente para garantir a segurança do processo de coleta de amostras.

A falta de coletores treinados levou a exemplos trágicos como o do laboratório Motherisk, no Canadá, no qual famílias foram separadas devido à coleta inadequada de amostras.


4. Explicar o contexto da amostra de teste

O laboratório é uma entidade objetiva. Ele deve ter procedimentos rigorosos e controlados, em conformidade com padrões exigentes, e seguir as diretrizes internacionais, mas pode considerar apenas as provas que estão à sua frente.

O teste de drogas em cabelo é um procedimento científico seguro e confiável quando realizado por laboratórios competentes, mas é vantajoso se o contexto da amostra for conhecido pelo profissional que estiver realizando a análise.

O uso de medicação pelo doador da amostra, por exemplo, deve ser conhecido. Alguns tipos de medicação, incluindo a codeína, podem sugerir o uso de drogas. Saber quando a medicação foi tomada ajuda o toxicologista a interpretar padrões nos resultados dos testes de um doador.

Os laboratórios também precisam saber sobre a condição de cada amostra de cabelo. Fatores como a descoloração ou o tingimento dos fios podem diminuir a quantidade de droga disponível no cabelo para detecção.


5. Demonstrar o progresso de um indivíduo

O exame de fios de cabelo não se preocupa apenas em detectar o uso de drogas. Ele também tem uma aplicação mais sutil: documenta mudanças no uso ao longo do tempo, demonstrando picos ou quedas.

Ao empregar o teste de cabelo, podemos determinar se alguém usou drogas durante um período de vários meses.

Tais exames podem revelar que um indivíduo parou de usar uma droga ou álcool depois de um certo período de tempo. O teste inicial fornece um resultado prévio e a análise de cabelo subsequente mostrará a concentração da substância no corpo diminuindo constantemente, baixando para até 10–15% da concentração inicial.


6. Usar laboratórios acreditados

Os laboratórios de exame toxicológico em cabelo devem ser acreditados de acordo com os padrões mínimos estabelecidos pelo UKAS (Serviço de Acreditação do Reino Unido). O laboratório que você escolher deve ter, no mínimo, uma acreditação ISO/IEC 17025.

Esse padrão trata da competência dos laboratórios para usar métodos válidos de amostragem e teste para produzir resultados exatos, precisos e confiáveis.

Fundamentalmente, uma acreditação ISO/IEC 17025 não cobre todos os tipos de exames realizados por um laboratório. Para análises de cabelo, isso significa que alguns laboratórios podem ser acreditados para testar certas substâncias, mas não outras.

Quando um juiz determina a realização de um teste de cabelo, é importante assegurar que os laboratórios considerados sejam acreditados para analisar todas as substâncias em questão. Esta informação pode ser encontrada no site do UKAS.


7. Testes modernos

As diferenças nos métodos de teste e apresentação de laudos utilizados pelos laboratórios fazem com que a precisão de seus resultados varie.

Os laboratórios mais modernos usam a cromatografia líquida em conjunto com a espectrometria de massa como seu principal método de teste. Esse processo altamente confiável utiliza um teste físico-químico para identificar as impressões digitais da espectrometria de massa de substâncias usadas por um doador.

A velocidade da análise também é afetada pelo quão avançado é o laboratório. Se você precisa de um resultado rápido e confiável, os processos de exame e apresentação de laudo do laboratório são de extrema importância.


8. Combinar o teste de cabelo com outros métodos

Os testes de cabelo podem ser usados para detectar com precisão o uso de drogas ou álcool a partir de sete dias após o uso e por até 12 meses. O exame de sangue pode detectar o uso imediato de drogas ou álcool. Análises de urina e saliva detectam substâncias entre 12 horas e cinco dias após o uso.

O fator tempo é crucial e deve ser levado em consideração antes do custo de cada método de teste.

No entanto, esses diferentes exames não estão em competição. O teste de cabelo pode e deve ser usado com outros métodos de análise, pois, enquanto ele oferece uma imagem de longo prazo, o uso de um método secundário fornece um retrato completo do abuso de substâncias por parte de um doador.


9. Teste semana a semana

Alguns laboratórios farão testes em amostras de cabelo de três milímetros de comprimento, quando alegações específicas forem feitas, como no caso de uma bebida adulterada, por exemplo.

Isso é importante se um doador disser, por exemplo, que sua bebida foi adulterada, levando à presença de uma droga específica. Tal fato foi crucial em um caso de 2013, em que o teste de fios de cabelo ajudou a absolver um homem que esfaqueou seu filho depois que sua bebida adulterada o fez ter alucinações.

Analisar um segmento de três milímetros de uma amostra de cabelo pode localizar aproximadamente quando a substância foi ingerida, e pode indicar uma situação excepcional dentro de um padrão de uso de drogas.


10. Solicitar uma declaração de testemunha

Um advogado de família é capaz de supervisionar o processo de coleta de amostras para garantir sua legitimidade, mas, uma vez que ela é transportada para o laboratório, este terá que garantir a integridade da amostra desde o início da análise até o final, quando os resultados forem divulgados.

No entanto, os advogados de família também podem e devem solicitar uma declaração de testemunha. Uma declaração de testemunha documenta exatamente o que aconteceu ao longo do teste, incluindo quando a amostra foi retirada, transportada para o laboratório, e analisada dentro deste. Ela também discute quais foram os resultados e o que eles significam, com uma interpretação adicionada ao final.


Conclusão

Com o teste de drogas em cabelo, priorizar custo em detrimento da qualidade pode ter repercussões perigosas nos resultados de um tribunal de direito de família.

Os advogados de família devem pedir e esperar mais de seu parceiro de testes e estar preparados para retroceder quando o serviço que receberem não for o que eles esperavam.


[Texto original]