Maps

Motorista Legal

Remédio controlado influencia no exame toxicológico?

12/07/2019 Chromatox

Muitos motoristas sentem algum tipo de receio para realização do exame toxicológico, principalmente por não saberem como é feito e que tipo de substâncias serão identificadas. Para quem faz uso de remédios controlados, por exemplo, há dúvidas comuns sobre a influência dos medicamentos no resultado do exame e como proceder.

O exame toxicológico de larga janela de detecção é capaz de detectar o consumo dos mais variados tipos de substâncias ilícitas, além de revelar a frequência de uso.

As substâncias analisadas são:

- Anfetaminas
Anfetamina, Dietilpropiona, Mazindol e Fenproporex.

- Metanfetaminas
Metanfetamina, MDMA (Ecstasy), MDA, MDEA, MBDB.

- Benzodiazepínicos
Alprazolam, Clonazepam, Diazepam, Lorazepam, Midazolam, Nitrazepam, Nordiazepam, Oxazepam, Temazepam, Flurazepam, Clordiazepóxico.

- Canabinóides (Maconha)
11-Nor-delta 9-tetrahidrocanabinol (THC), Canabinol, Canabidiol e metabólito.

- Cocaína (inclusive o Crack)
AEME, Benzoilecgonina, Cocaetileno, Cocaína, Norcocaína.

- Opiáceos
Morfina, 6-acetilmorfina, 6-Acetilcodeína, Codeína, Dihidrocodeína, Heroína (diacetilmorfina).

- Opióides
Oxicodona, Fentanil, Petidina.

- Hipnóticos e Sedativos
Zopiclone, Zolpidem.

- Outras Substâncias
LSD, Metadona, PCP (Fenciclidina), Tramadol, Quetamina, Norquetamina, entre outras.

Diante da listagem ampla de substâncias identificadas pelo exame, o motorista que faz uso de remédio controlado deve, sim, ter atenção especial no momento de sua realização.

É preciso que, no caso de uso de medicação controlada, o motorista comunique previamente ao laboratório ChromaTox, apresentando laudo médico que comprove sua necessidade. Outro caso a ser notificado previamente é a realização de cirurgias recentes, pois podem ter sido prescritos remédios dentro do espectro pesquisado pelo exame. Caso haja qualquer dúvida, fale com a nossa equipe!

Clique aqui e aproveite nossa Mega Oferta para o Mês do Caminhoneiro!