Maps

Motorista Legal

4 aplicativos de frete que facilitam a vida do caminhoneiro

Chromatox

Quando se pensa em software de logística para organizar a rotina de frete o que vem à sua cabeça? Sistemas complexos e ferramentas caras? Isso poderia ser uma realidade há anos atrás, mas hoje não é mais.


Prova disso são os aplicativos que atuam nos mais diversos setores levando praticidade para a vida das pessoas. No dia a dia de um estradeiro, os aplicativos de busca por fretes podem ajudar nas negociações de carga e aumentar os ganhos dos motoristas autônomos.


Confira alguns dos aplicativos mais utilizados pelos caminhoneiros em suas negociações:


1 – TRUCKPAD – Um dos primeiros aplicativos nessa área e está presente em oito países latino-americanos. Está disponível para empresas de qualquer porte (inclusive pequenas e médias). Permite informar demanda de frete pelo site. Necessita cadastro simples com nome, e-mail, posição na empresa, telefone, nome da empresa, CNPJ, endereço com CEP, assim como concordância com termos de uso.
2 – SONTRA CARGO – Se apresenta como uma bolsa fretes e tem um site que funciona como um classificado de fretes e caminhões, realizando o papel de agenciador (intermediário). Trabalha com sistema de busca refinada e direciona fretes para perfis de motoristas específicos. Atua em todos os estados do Brasil e atende transportadoras, caminhoneiros autônomos, agenciadores de cargas e indústria.

3 – FRETEBRAS – por meio da plataforma caminhoneiros cadastram gratuitamente seus veículos, já as transportadoras e embarcadoras precisam pagar taxa mensal. O aplicativo permite cadastrar cargas e negociar fretes diretamente com caminhoneiros. Atua no Brasil inteiro e também na América do Sul.

4 – BUSCA CARGAS – a plataforma conta com site e aplicativo com o intuito de facilitar o transporte de bens e mercadorias. Nele, os caminhoneiros e cargas se cadastram gratuitamente e a negociação entre os interessados é feita pelo chat do aplicativo. Atua em todo o Brasil e aceita os perfis embarcador e transportador.


Utilizando esse tipo de recurso, um motorista autônomo consegue aumentar seus ganhos em 50%, o que representa uma renda extra ao fim do mês ou maior margem de negociação no custo final da carga. Algumas ferramentas ainda permitem o acompanhamento da carga em tempo real.


Dessa forma, os velhos estilos de negociação evoluem, além de se reduzir tempo e custo de operação. E isso é bom para o motorista e para a transportadora.

Fonte: Blog Iveco