Nova Tabela de Frete ANTT: como funciona e o que mudou | Chromatox

Tabela ANTT: entenda como funciona e o que mudou com a nova tabela de frete

Chromatox

A tabela de frete da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) faz parte da Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas e foi criada em 2018, depois da paralisação de caminhoneiros, o que impactou toda a economia e deixou de movimentar cerca de R$26 milhões. 

Entre as exigências dos profissionais da categoria C da CNH para o retorno das atividades estava a criação de uma tabela de frete mínimo. 

Confira neste artigo mais informações sobre a tabela de frete ANTT e como ela funciona. 

O que é a Tabela da ANTT?

A tabela de frete da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) surgiu em maio de 2018, após a greve dos caminhoneiros que paralisou o Brasil. Ela faz parte da Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas e tem como principal objetivo oferecer uma maior estabilidade aos transportadores, já que criou uma tabela de frete mínimo.

Desde 2018, a tabela é a base para o cálculo de todos os fretes de carga realizados no país. 

Como funciona a tabela de frete da ANTT?

Os cálculos da tabela de frete foram desenvolvidos para transportadoras, caminhoneiros autônomos e cooperativas. Ela leva em consideração três fatores principais:

  • Tipo de carga — geral, granel, neogranel frigorificada, perigosa, entre outras
  • Quantidade de eixos do caminhão
  • Distância que será percorrida para a entrega

Também são considerados os custos variáveis, que entram no cálculo da tabela, mas é necessário saber em detalhes para fazer o cálculo. Tais variáveis podem ser:

  • Depreciação de veículos
  • Remuneração de capital
  • Documentação
  • Seguro da lataria
  • Tributos sobre o caminhão
  • Combustível
  • ARLA 32
  • Pneus
  • Manutenção do veículo
  • Peças, acessórios e materiais
  • Lubrificantes
  • Lavagens e graxas

O grande avanço que a tabela de frete da ANTT proporcionou foi a profissionalização desse mercado. Sua finalidade é adequar a remuneração dos prestadores de serviços para que recebam pelo menos o que foi investido para transportar as mercadorias.

Leia sobre como funciona o Exame Toxicológico obrigatório para as categorias C, D e E.

Nova tabela de frete da ANTT

A nova tabela de frete da ANTT consiste nos novos valores de pisos mínimos de frete do transporte rodoviário de cargas e foi dividida em quatro categorias:

  • Tabela A: Transporte rodoviário de carga lotação

  • Tabela B: Contratação apenas do veículo automotor de cargas

  • Tabela C: Transporte rodoviário de carga lotação de alto desempenho

  • Tabela D: Contratação apenas do veículo automotor de cargas de alto desempenho

Confira as tabelas completas no site do Diário do Transporte.

Como calcular o valor do frete com a nova tabela da ANTT?

Para calcular frete de caminhão utilizando a tabela de frete da ANTT, você precisa ter as seguintes informações:

  • Tipo de carga a ser transportada
  • Distância que será percorrida para a realização do frete
  • Número de eixos carregados do veículo

A partir disso, é só multiplicar esses valores para fazer o cálculo. O resultado será o piso mínimo a ser cobrado por um serviço de transporte de carga com essas características. Quando fizer esse cálculo, o motorista pode cobrar um pouco mais para aumentar sua margem de lucro, já que a tabela não determina que fique preso aos valores mínimos.

Para entender melhor, você pode assistir ao vídeo do Canal ANTT no Youtube sobre como é feito o cálculo da tabela.

Leia também sobre como funciona o Sistema Nacional de Trânsito.

Para quem é obrigatório o uso da tabela de frete da ANTT?

O uso da tabela de frete da ANTT é obrigatório para o serviço de transporte de carga lotação do Transportador Autônomo de Cargas (TAC) e para as Empresas de Transporte de Cargas (ETC).

Qual é a penalidade para quem não utilizar a tabela de frete?

Se o embarcador não pagar o frete conforme a tabela da ANTT, estará sujeito a penalidade financeira e ao pagamento de multa com o dobro da diferença do frete, descontando o valor já pago.

© 2019 Chromatox Laboratórios - Todos os direitos reservados