Ansiolíticos: conheça os efeitos e principais tipos desse medicamento | Chromatox

Ansiolíticos: conheça os efeitos e principais tipos desse medicamento

Chromatox


Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 33% da população mundial sofre de ansiedade. É exatamente no combate de problemas como esse que entram os ansiolíticos, medicamentos chamados de tranquilizantes, por acalmarem a pessoa estressada, tensa e ansiosa.

Neste artigo, a ChromaTox vai te explicar mais sobre esses medicamentos, o que são, como eles agem no organismo e quais são os seus efeitos.


O que são ansiolíticos?

Também conhecidos como calmantes ou tranquilizantes, os ansiolíticos são utilizados no tratamento de ansiedade e tensão. É um medicamento que pode ser elaborado por meio de processos químicos e também de forma natural, em remédios caseiros, como chá. Os ansiolíticos, muitas vezes, também podem ser recomendados para o tratamento de insônia.

Seu uso é liberado conforme prescrição médica, pois os ansiolíticos utilizados indevidamente podem gerar efeitos colaterais.


Quais os efeitos colaterais do ansiolítico?

O maior risco em relação a esse medicamento é utilizá-lo de forma inadequada, ingerindo dosagens excessivas ou usando com muita frequência. Os ansiolíticos também podem causar dependência.

Além disso, doses altas combinadas com álcool ou outros medicamentos podem levar à morte.

O uso dos ansiolíticos podem levar o indivíduo a ter efeitos como:

  • Sonolência
  • Amnésia
  • Visão turva ou dupla
  • Fala arrastada
  • Enjoo
  • Dificuldade de concentração
  • Perda de força e do tônus muscular
  • Confusão
  • Tonturas
  • Vertigens
  • Comprometimento da coordenação motora
  • Dores de cabeça

Ansiolíticos mais usados

Os ansiolíticos mais comuns e conhecidos são os benzodiazepínicos, que agem nos neurotransmissores do sistema nervoso central e restauram o equilíbrio das sensações de ansiedade e estresse.

São eles:

  • Alprazolam
  • Bromazepam
  • Clonazepam
  • Diazepam
  • Estazolam
  • Lorazepam
  • Midazolam
  • Nitrazepam

O uso desses medicamentos com orientação médica e prudência podem auxiliar o usuário a diminuir a ansiedade e o estresse, relaxar os músculos com maior facilidade e reduzir seu estado de alerta.


Ansiolíticos naturais: quais são?

Os ansiolíticos também são encontrados de forma natural, sem necessidade de composições químicas:

  • Chás naturais, como o de valeriana, de passiflora ou de camomila
  • Alimentos ricos em triptofano, como o queijo e a banana
  • Medicamentos homeopáticos ou fitoterápicos, que podem ser usados com indicação do médico ou farmacêutico

Quais os riscos do ansiolítico para motoristas?

Os ansiolíticos podem provocar efeitos como sonolência e dificuldade de concentração, o que pode afetar o desempenho do motorista em seu momento de trabalho e provocar graves acidentes.

Por isso, é extremamente contra-indicado dirigir sob o efeito desse tipo de medicamento, pois ele prejudica as funções psicomotoras e compromete a direção.

Além disso, pesquisas mostram que a sonolência é causadora de 20% dos acidentes de trânsito.

O uso dos ansiolíticos deve ser consciente e responsável.


O exame toxicológico detecta ansiolítico no organismo?

Os ansiolíticos de composições químicas, em altas doses, podem causar alterações no exame toxicológico e gerar problemas na renovação da CNH do motorista, caso seu uso não seja receitado por um médico.

Porém, se o medicamento for utilizado com prescrição médica e de forma consciente e controlada, de nada irá interferir no exame.

Além disso, os ansiolíticos naturais, como os chás e os alimentos, não influenciam no resultado do exame toxicológico, já que possuem uma dosagem baixa da substância e não provocam nenhum efeito colateral grave.

© 2019 Chromatox Laboratórios - Todos os direitos reservados